Pela última vez

Música pra ouvir ao ler esse post: Todo Homem – Zeca Veloso.


Voltou pra casa pela última vez. Sentiu o cheiro das plantas por cada canto em que passava. Subiu as escadas, seus olhos se despediram do leito e dos prédios dispersos entre nuvens que avistava noite após noite pela janela do segundo piso. Desceu, desceu como se desce grandes escadarias. Seus pés sentiram o tapete enquanto olhava cada detalhe que ali tinha, o closet com as peças por arrumar, o quadro torto de folhagens da sala, quase que imperceptível em contraste com a decoração. O licor das terras nordestinas ainda lacrado desde aquela viagem que nunca aconteceu estagnado no aparador. A geladeira antiga de tons verdes fazendo barulho o despertou da nostalgia daquele momento e o trouxe a realidade. As malas estavam prontas e os retratos escondidos. Sem olhar pra trás fechou a porta e puxou a mala. E se pôs a caminhar enquanto a chuva escorria lentamente. E eternizou tudo em sua memória ali mesmo em frente ao mar. Acreditavam que seria para sempre. Era como se o beijo nunca tivesse sido dado, e todos os abraços fossem “virgens” e pueris. Talvez esse tenha sido o erro. Começaram dizendo “Será para sempre”. Mas quando escorregaram no piso das lagrimas pensamentos surgiram e reflexões foram feitas “essa frase nunca deveria ter sido dita”. Há exceções, claro… Raras, quem sabe. Mas o que muita gente não disse e diz é o como as coisas podem piorar com o tempo. 

Lineker Campos. 

5 comentários em “Pela última vez

  1. Uau! Texto incrível, adorei a riqueza dos detalhes e a sensibilidade ao descrever os detalhes que muitas vezes, passam despercebidos, mas que sempre nos marcam de alguma forma! Ansiosa pelos próximos! Amei, Como sempre amo tudo que você escreve ❤💚

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigado Luana, não sabe o quão incrível é ouvir isso de verdade!

      Curtir

  2. Belíssima escrita e sobre tudo a riqueza dos detalhes permeando o cenário. … fez- me contemplar a estória. E, pensar nas próximas que estão por vir carregadas de emoções , sensibilidade e verdade quando tu as escreve .Pois , escreve com a sutileza do pequeno. ….E, acredito que nos tornamos grandes a partir do pequeno. !!! Parabéns , autor .

    Curtir

  3. Texto lindo.

    Curtir

  4. Que textão!!! Parabéns pela inspiração 🌻

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close