Não era amargo de vida

Musica pra ouvir ao ler esse post: Time – Mikky Ekko.


Seu beijo tinha o  gosto da cevada, da cerveja nada artesanal daquela noite, era amargo.
Essa amargo era de gosto, intensidade e toque, e não de rancor.
Não era amargo de vida.
Era como pulsar.
Era como êxtase, sentir tua língua tocar a minha.
Suas tatuagens pareciam dançar em seus braços através das veias que saltavam.
Era como sentir estrelas dentro dos pensamentos.
Era como sentir as famosas borboletas clichês.
Era como sentir girassóis se abrindo para o sol mesmo que fosse noite.
Todos os sentidos foram afetados.
Era como estar no Éden, foi como se perder na maça de tons avermelhados.
Cederam à tentação, alguns disseram.
Indescritivelmente incrível era a unica verdade. 
Era uma viagem no tempo,
Mesmo que o passado nos tenha sido roubado. Perdido.
Mesmo que o presente nos tenda sido dado. Impulsionado.
Mesmo que o futuro fosse um jogo de carta vagabundo. Incerto.
Seu beijo tinha o  gosto da cevada, da cerveja nada artesanal daquela noite, era amargo.
Era sentir caos e ordem ao mesmo tempo.
Era tentação. Era calmaria.
Era paz.

Lineker Campos. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close