Da terceira para primeira pessoa

Musica pra ouvir ao ler: Silhoutte – Aquilo. 


Aquela sensação surgiu de forma repentina misturadas à dores.

Lembranças irrompiam em sua mente

Era como sentir uma agulha drenando seu sangue lentamente.  

Diferente dos momentos de alegria que foram quase pré-programados

Ao menos era o que dizia sua consciência.

Seus pensamentos se tornaram inertes a dura realidade.

 

Era como a última dança antes do mundo acabar.

Era como o último batimento antes do coração parar.

Era como se mãos de um espectro asfixiassem seu pescoço.

Ansiedade essa era a sensação.

Era como não enxergar sua própria silhueta no espelho.

Era como se perder numa alucinação descabida.

 

Da terceira para primeira pessoa.

Na escrita nada precisa fazer sentido.

Pulsão. Calar-me-ia, longos anseios.

Pulsão. Sentir-me-ia, densos desejos.

Pulsão. Destituir-me-ia, falta de compreensão.

 

Silvo. Um estridente e agudo som.

Um grito em busca de liberdade.

Silvo. Um estridente e agudo som.

Um grito em busca de liberdade.

 

Lineker Campos. 

Um comentário em “Da terceira para primeira pessoa

  1. Muito bom ❤️

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close