Inimaginável mundo de relações líquidas

Música pra ouvir ao ler: Inimaginável – Bernardo Bravo.


Ele se questionou sobre tantos porquês que acabou se perdendo na volta pra casa.

“Porque romantizamos migalhas? Porque romantizamos conexões que não existem? ”. “Porque romantizamos ‘histórias’ que nos deixam frágeis como bibelôs? ”. “Porque deixamos que os outros nos quebrem? ”

O barulho da buzina do ônibus o fez despertar do sono embebedado da rotina e de todas as indagações sem fim. As pessoas que ali transitavam o levaram a sua última sessão de terapia. Seus dedos tentaram abrir caminho pelo cabelo embaraçado. Enquanto olhava a chuva fina cair pela rua. Já era tarde. Quase todos já tinha descido rumo a suas casas.

“É preciso tomar cuidado. Não é porque tem uma pessoa que curte todas as suas postagens, visualiza e interage com você através de seus stories que essa pessoa realmente está interessada em você…”

“E pra onde vai o se ‘importar com os outros’? As pessoas não estão nem ai mais sabe? É tudo tão furtivo e triste. Ninguém se importa como os outros vão ficar”

Ele lembrou que ela apenas o olhou, e o silêncio foi a resposta que tanto queria. Porque ele já sabia a resposta daquelas perguntas, era um assunto que ele sempre retomava. Por fim, ela retornou a fala.

“Hoje vivemos conexões frágeis, os vínculos que tantos querem se perderam. São tempos líquidos, como você mesmo já me trouxe. Lembra, Bauman? … Não fique preso a esse tipo de relação, qualquer um pode sair curtindo tudo que você posta. São hábitos. São costumes… Mas sabe o que realmente pode ser uma ligação verdadeira? Olhar dentro do olho de alguém. Quem preza por te ver, por estar por perto mesmo que a correria seja maçante. Uma vida realmente “presencial” é aquela em que as pessoas se importam uma com as outras, se preocupam em passar pra te dar um abraço, mesmo que rápido. É aquela em que a uma programação mesmo que desprogramada aconteça… Em que o virtual é apenas um complemento do real. É um segundo plano do que realmente está em primeiro lugar. O contato. E isso em todo tipo de relação. Amizade, familiar e amorosas.  Os melhores momentos são aqueles em que o simples é te permitido. Por favor, não se esqueça disso. Abraços, toques, beijos, “ei vamos nos ver? ” Afeto. Mais uma vez não se esqueça. É isso que te mostra o quão importante é, e não apenas likes em seus posts sobre a vida.

Lineker Campos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close