A moça do tempo não tinha previsto isso.

Música para ouvir: Nothing Breaks Like a Heart – Miley Cyrus.

Eu lembro de ter visto ele pela primeira vez no evento das cores da nossa cidade. Mas não tive coragem de falar com ele.  Seu rosto era como os raios de sol, cheios de glitter. Alguns dias depois eu vi que ele tinha me dado um match no tinder. Eu fiquei sem reação. Sua descrição mostrava que tínhamos quase tudo em comum. Os mesmos gostos para música, livros, algumas séries e filmes. Nossos papos começaram a render longas madrugadas. Já faz algumas semanas que estamos conversando. Ele escreve. Um de seus sonhos é se tornar de alguma forma conhecido, mas pra ele o simples fato de atingir algumas pessoas é sua maior gratificação. 

Os segundos passaram. Os minutos correram. As horas voaram. Os dias seguiram. E eu me recordo de tudo, como se ainda estivesse vivendo tudo aquilo.

Ele me chamou para ir na balada, seria o dia de suas músicas preferidas. Quando ele me disse que a entrada era VIP eu disse que não iria. Eu não gosto de filas. E disse para me chamar num dia open.

Ele me chamou para ver um filme. Só que no mesmo momento a moça da previsão disse que iria chover, e realmente choveu. Uma tempestade torrencial. Eu não gosto de sair com chuva. E disse pra ele que seria melhor em outro dia.

Os dias passaram. Eu me desculpei.

Ele me chamou para tomar um frozen junto com os amigos dele. E naquele dia eu realmente não podia. Era o meu dia de fechar o bar. Eu queria muito vê-lo. Mas não dava. Eu disse pra marcamos um outro dia.

Os dias passaram. Eu me desculpei.

Meus amigos me chamaram pra sair. Fomos pra fila do open. Estava animado, seria a chance de ver uma das minhas músicas novas tocar. “Nothing Breaks Like a Heart.” Da Miley Cyrus. Entramos rapidamente. Tomei vários copos de cerveja até que ela começou a tocar. Eu filmei claro, postei no stories e ainda mandei pra ele falando que a música o me lembrava. Ele só reagiu com um sorriso.

Os dias passaram. Eu me desculpei.

Num súbito dia quente de fevereiro eu chamei ele pra sair. Eu estava na piscina. E ele disse não.  Eu disse a ele que ele não se importava comigo. E as coisas findaram como o fim de uma leitura, de forma silenciosa. E estranhamente o dia ensolarado se tornou uma grande chuva, as gotas caíram em mim, e eu me lembro que a moça do tempo não tinha previsto isso.

Lineker Campos. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close